Hino 7 de Abril – Hino da Coroação de Dom Pedro II – As transformações do Hino Nacional Brasileiro

Hino 7 de Abril – Hino da Coroação de Dom Pedro II – As transformações do Hino Nacional Brasileiro

O Hino da Coroação de Dom Pedro II é bem conhecido pelos brasileiros, bom, pelo menos a música dele.

Porque na verdade, trata-se do nosso atual Hino Nacional, só que com outra letra. Mas não para por ai, porque o hino já existia mesmo antes da coroação de Dom Pedro II.

A primeira letra desse hino foi criada em 1831 pelo poeta Ovídio Saraiva de Carvalho, se chamava Hino 7 de Abril, que foi a data da abdicação do Imperador Dom Pedro I, e falava sobre a renúncia do Imperador. Graças a essa renúncia, as pretenções de Portugal sobre o Brasil foram afastadas de uma vez por todas.

Essa primeira versão do hino pegava pesado com os portugueses, dizia que eles eram monstros tiranos que se alimentavam de nossas virtudes e do nosso ouro. O hino também propunha que o Rio de Janeiro mudasse de nome para Rio de Abril, em referência ao dia 7 de abril.

Hino 7 de Abril
A abdicação de Dom Pedro I inspirou o Hino 7 de Abril – Primeira versão do Hino Nacional

Veja a letra dessa primeira versão do hino:

Hino 7 de Abril

Os bronzes tirania
Já no Brasil não rouquejam.
Os monstros que nos escravizam
Já entre nós não vicejam.

Da Pátria o grito
Eis se desata
Desde o Amazonas
Até o Prata.

Ferros e grilhões e forças
De antemão se preparavam,
Mil planos de proscrição
As mãos dos monstros gisavam.

Amanheceu finalmente
A liberdade no Brasil
Ah! não desça à sepultura
O dia sete de abril.

Este dia portentoso
Dos dias seja o primeiro.
Chamemos rio de abril
O que é Rio de Janeiro.

Arranquem-se aos nossos filhos
Nomes e idéias dos lusos
Monstros que sempre em tradições
Nos envolveram, confusos.

Ingratos a bizarria,
Invejosos de talentos,
Nossas virtudes, nosso ouro,
Foi seu diário alimento.

Homens bárbaros, gerados
De sangue judaico e mouro,
Desenganai-vos, a pátria
Já não é vosso tesouro.

Neste solo não viceja
O tronco da escravidão
A quarta parte do mundo
As três da melhor lição

Avante honrados patrícios
Não há momento a perder
Se já tendes muito feito
Idem mais resta a fazer.

Uma prudente regência
Um monarca brasileiro
Nos prometiam venturosos
O porvir mais lisonjeiro.

E vós donzelas brasileiras
Chegando de mães ao estado
Dai ao Brasil tão bons filhos
Como vossas mães tem dado.

Novas gerações sustentam
Do povo a soberania
Seja isto a divisa deles
Como foi de abril um dia

Da Pátria o grito
Eis se desata
Desde o Amazonas
Até o Prata.

Fim do Hino 7 de Abril, de 1831, que foi a primeira versão do nosso Hino Nacional.

Só cantores líricos eram capazes de ofender os portugueses através da entoação do Hino 7 de Abril. Duvida? Assista o vídeo abaixo:


Vídeo do Hino 7 de Abril que pegava pesado com Portugal – Precisa ouvir com muita atenção para entender direitinho!

Hino da Coroação de Pedro II

Em 1841 a letra do Hino 7 de Abril foi alterada para comemorar a coroação do Imperador Dom Pedro II. O refrão continuou igual, mas agora a letra falava sobre as virtudes do imperador.

Ainda era bem difícil cantar o hino. Proeza esta que só era conseguida por cantores treinados na arte do canto lírico.

Hino da Coroação de Pedro II
em 1841 o Hino 7 de Abril ganhou uma letra nova e se transformou no Hino da Coroação de Dom Pedro II

Veja como ficou a letra do Hino da Coroação de Dom Pedro II.

Negar de Pedro as virtudes,
Seu talento escurecer,

É negar como é sublime,
Da bela aurora o romper.

É negar como é sublime,
Da bela aurora o romper.

É negar como é sublime,
Da bela aurora o romper.

Da pátria o grito,
Eis que desata

Do Amazonas
Até o Prata.

Da pátria o grito,
Eis que desata

Da pátria o grito,
Eis que desata

Do Amazonas
Até o Prata

Do Amazonas
Até ao Prata

Quando vens, faustoso dia
Entre nós raiar feliz,

Vemos em Pedro Segundo,
A ventura do Brasil

Da pátria o grito,
Eis que desata

Do Amazonas
Até o Prata

Da pátria o grito,
Eis que desata

Da pátria o grito,
Eis que desata

Do Amazonas
Até o Prata

Desde o Amazonas
Até ao Prata

Fim do Hino de Coroação de Dom Pedro II.

Agora veja nesse vídeo como era difícil cantar o Hino da Coroação de Dom Pedro II.


Cantar o Hino da Coroação de Pedro II era tarefa para cantores líricos.

Hino Nacional da República

Quando aconteceu o golpe da república em 1889, o governo organizou um concurso para escolher o Hino Nacional do Brasil Republicano, que deveria substituir o Hino Nacional do Império do Brasil, que atualmente nós conhecemos como Hino da Independência. Sim, é confuso!

A república precisava apagar ou substituir os símbolos do Império do Brasil, incluindo suas músicas, e principalmente seus hinos, porque esse tipo de música simboliza a tradição, impõe respeito e desperta o patriotismo.

Assim, ao mesmo tempo em que substituía os símbolos do império, a república se fortalecia, pois fazia essa substituição usando novos hinos e símbolos que também despertam o respeito e o patriotismo.

No fim das contas, o povo não aceitou o hino que venceu o concurso, e o marechal Deodoro indicou o hino do concurso como o Hino da Proclamação da República.

Para o Hino Nacional da república, seria usada uma letra diferente com a mesma canção que os brasileiros já ouviam e respeitavam a quase 100 anos, o antigo Hino 7 de Abril, o Hino da Coroação de Dom Pedro II, que agora, com outra letra, seria chamado de Hino Nacional da República.

Você conhece o Hino da Bandeira?

Embora muita gente nem saiba que esse hino tem tanta história, e pensem erroneamente que ele foi criado por causa da república, para ser o nosso hino nacional, isso só acontece porque temos a nossa história negada e temos dificuldade para encontrar esse tipo de informação.

Por exemplo, o verde e o amarelo na nossa bandeira não representam nossas florestas e nem o ouro do Brasil. São as cores das casas de Bragança, de Dom Pedro I, e da casa de Habsburgo, de Dona Leopoldina.

Enquanto os republicanos trabalhavam para apagar ou substituir a história, símbolos e tradições do imaginário popular brasileiro, eles ignoravam uma cláusula da proclamação da república, que exigia a realização de um referendo popular para decidir se o Brasil deveria permanecer republicano, ou se a monarquia recém extinta deveria retornar.

Eles sabiam que se o plebiscito fosse realizado, perderiam e seriam obrigados a trazer o Imperador de volta. Sabiam que o povo estava ao lado do Imperador.

Esse plebiscito foi ignorado por mais de 100 anos, enquanto nossa memória popular sofria uma verdadeira lavagem cerebral, e só foi realizado em 1993, mesmo assim com muitas restrições sobre a forma como os representantes da monarquia poderiam se apresentar.

Compartilhe o Hino 7 de Abril e o Hino da Coroação de Dom Pedro II nas redes sociais:

Veja também o Hino do Grêmio.

Veja também o Hino do Palmeiras.

Veja também o Hino do Flamengo.

Veja também o Hino do Vasco.

Veja também o Hino do São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *